uploads/main/logo.jpg
Número de acessos desde 02/06/2014
Locations of Site Visitors

Suporte à Cartografia Geográfica

Além das considerações teóricas e metodológicas que propomos na Cartografia Geográfica Crítica, acreditamos ser necessário também fornecer materiais de suporte par que os usuários possam fazer suas próprias elaborações. Os mapas do Atlas da Questão Agrária Brasileira foram elaborados com o auxílio de dois programas: o Spring e o Philcarto. O Spring é um programa de SIG elaborado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e foi utilizado principalmente na elaboração/adaptação das bases cartográficas e dos mapas de configuração territorial.

Os demais mapas do Atlas foram elaborados com o programa Philcarto, que é um programa de cartomática desenvolvido pelo geógrafo francês Philippe Waniez e está disponível em quatro idiomas: francês, inglês, espanhol e português. Ele não é um sistema de informações geográficas (SIG), sendo assim, não possui sistema de georreferenciamento. É um programa gratuito que pode ser conseguido através de download no site http://philcarto.free.fr. Além do Philcarto, também são disponibilizados no mesmo site alguns programas que auxiliam na elaboração da base cartográfica.

As três características que acreditamos serem importantes em um programa de cartomática e que atribuem qualidade ao Philcarto são: 
a) total liberdade e versatilidade na elaboração/adaptação das bases cartográficas e de dados; 
b) diversidade de funções de mapeamento e análise dos dados; 
c) qualidade do mapa final, exportado em formato vetorial.

O princípio básico de funcionamento do Philcarto é o cruzamento de uma base de dados com uma base cartográfica, ambos livremente elaborados/adaptados pelo usuário do programa. As bases de dados podem ser elaboradas em qualquer planilha eletrônica e devem estar em formato texto separado por tabulações. Já as bases cartográficas devem estar em formato .ai (Adobe Illustrator®), contudo também podem ser elaboradas com o programa Phildigit, também de autoria do Prof. Waniez. A junção entre os dados e a base cartográfica é realizada pelo Philcarto através de códigos atribuídos às unidades espaciais nessas duas bases. A partir desta junção são elaborados os diferentes tipos de mapas e realizadas diversas análises estatístico-espaciais pelo programa por meio de uma interface interativa e fácil.

O Philcarto possui dois módulos: um básico (BASIC) e um avançado (PRO). O módulo básico permite a elaboração de mapas como os coropléticos, de círculos proporcionais, isopléticos, de isolinhas e de ligações. Na utilização deste módulo básico as variáveis são representadas assim como estão na base de dados e as análises são referentes à distribuição e variação das informações pelas unidades espaciais. O módulo PRO permite analises mais profundas a partir do cruzamento e exploração das variáveis e da base cartográfica. São empregados métodos de análise estatístico-espaciais como análise de agrupamentos, análise fatorial, diagrama triangular, análise de superfície de tendência e atração dos lugares centrais. Essas ferramentas são compreendidas pela cartomática, que por sua vez faz parte do instrumental da cartografia geográfica como método de análise espacial. Acreditamos que o uso do Philcarto deve ser encorajado para um processo de difusão da utilização do mapa como instrumento de análise e para o desenvolvimento da cartografia geográfica brasileira.

Para contribuir para a difusão da utilização do programa e com isso da elaboração de mapas, escrevemos, como apêndice da tese, um Manual de Utilização do do Philcarto. Este manual é referente à versão 4.XX do Philcarto, que pode ser baixada no site do programa (http://philcarto.free.fr) no caminho Logiciels Philcarto -> Anciennes versions. A versão do Philcarto à qual se refere o manual que dispobilizamos tem algumas diferenças de layout em relação à versão mais atual (5.xx), contudo, a funcionalidade das duas versões é bem semelhante. Juntamente com o programa também são disponibilizados no site do Philcarto as bases cartográficas para serem utilizadas na elaboração de mapas.

Quanto ao banco de dados utilizado no Philcarto, todos os procedimentos para sua criação estão no manual. que disponibilizamos. Uma grande fonte de informações sobre o Brasil é o Sistema IBGE de Recuperação Automática (SIDRA), no qual estão disponíveis todos os dados das pesquisas realizadas pelo IBGE (www.ibge.gov.br). Abaixo está o link para o Manual do Philcarto versão 4.xx.

(Download do Manual Philcarto versão 4.xx)